POPULAÇÃO

Em uma mistura de variados grupos culturais com etnias diversas e diferentes línguas, em Moçambique, existem cerca de 25 milhões de pessoas, a maioria de origem Bantu.

A mudança para as cidades, especialmente para as cidades costeiras, está a aumentar progressivamente e, ainda assim, cerca de metade da população moçambicana vive nas zonas rurais onde a agricultura doméstica é a base da sua subsistência.

DSC_1882Bem como no resto do país, também na província de Palma, no Distrito de Cabo Delgado, o número de crianças e adolescentes, com seus belos sorrisos, evidencia o fato que se trata de uma população muito jovem que está a construir, dia a dia, o seu próprio futuro. Um futuro enraizado em uma história muito recente e não muito fácil.

Nação independente desde 1975. Moçambique foi palco de uma longa guerra civil que só terminou em 1991.

Desde então, a situação de paz, combinada com uma certa estabilidade política está, certamente, a ajudar no seu processo de transformação. Principalmente no sul do pais, onde emergem novas gerações de técnicos e graduados, professores, engenheiros e médicos, respira-se ares de renovação e confiança. O Norte também não fica muito atrás pois apesar de quase metade da população enfrentar condições de vida que não atingem o mínimo necessário para fugir da pobreza extrema, começa a vir à tona a consciência que a batalha contra o analfabetismo e as campanhas de educação em prol da saúde para prevenir as doenças, que ainda hoje no país são uma das principais causas de morte (malária, tuberculose, cólera …), representam a única estrada rumo a um futuro melhor.

popolo-2-grande-ilteatrofabene